Pertecimento, Empatia, Gentileza

Ontem à noite, eu e mais dois amigos estávamos numa pizzaria delivery e enquanto a gente esperava, o Jornal da globo anunciava as manchetes: “Ministro do STF, Teori Zavascki, determina que Moro envie ao STF as investigações envolvendo Lula na operação Lava-Jato”. Sem pensar, bati no balcão, dei um gritão e simulei uma dancinha da vitória . Alguns segundos depois, olhei pro lado e vi que tinha um homem bem vestido e tal,  me olhando (e os garçons riram também). Já pensei : “ixe, vou apanhar”. Aí o cara fala: “se esse país for sério mesmo esse juizeto vai é preso né? Onde já se viu grampear a presidenta da República? E globo a contragosto tendo que noticiar isso? Não tem preço. E olha, dia 31 você vai né? Vai ser maior, vai ser lindo”. Não conversamos nada além disso. Não durou 15 segundos. Nos despedimos com um olhar de “tamo junto” e um breve aceno de mãos.

Sem título

Foto: Diego Patriota 

Depois, fomos para um food-truck e chegou à nossa mesa uma figuraça chamada Ricardo. De shortinho e blusa rosa colada no corpo. Contou, muito bem-humorado sua história. De como passou a viver nas ruas depois que sua família o rejeitou pela sua homossexualidade. Perguntou ao Diego (ou o moço do sorriso bonito, segundo ele) qual de nós duas (eu e minha outra amiga) era namorada dele e eu respondi que as duas. Rimos. Ele falou que é cozinheiro, mas não arruma trabalho porque perdeu os documentos. Orientei ele em como proceder nesses casos e pra procurar o órgão especializado em pessoas em situação de rua. Ele disse que só queria dinheiro pra comer e não pra se drogar, que se fosse pra se drogar ele falaria também. Falamos que não tínhamos dinheiro, mas dava pra pagar um hamburguer no cartão. Ele ficou feliz pela atenção, pelo não-coitadismo e pela comida. Falei pra ele que ele tem o nome do boy magya. Ele falou “outro? Ai que gulosa!”. Rimos. Cada um seguiu seu caminho sabe-se lá porque um pouco mais leve, apesar da barriga cheia.

Encontramos outra pessoa e passou um tempo, voltamos ao FoodTruck para comer (de novo, mas agora tinha o boy que não havia comido nada). Eram  23:00 h já haviam encerrado a cozinha. Não saía hambúrguer mais. “Nem batata?”, perguntamos como quem não quer nada. O dono do estabelecimento não respondeu, virou e DEU dois baldinhos de batata pra gente, com molho. Assim, de graça. “Só pra vocês não perderem a viagem”. Gente, não eram quaisquer batatas. Eram “batatas rústicas temperadas com páprica defumada e alecrim”. ❤ Ficamos paralisados e feito crianças com brinquedo novo, comemos e disputamos cada uma delas sentados no meio fio da rua. Foi o lanche mais gentil que comemos na vida.

Por fim, na minha última pizza, lá pra meia noite,1 h da manhã, fui passar o cartão e não passou. (Vergonha que quem é cliente BRB já conhece). Tentei umas 4 vezes. Virei e falei de brincadeira “ah não moço, vou ter que ser bancada hoje, odeio”. E ri. Sentei pra conversar, comi, bebi e o dono do bar falou pra mim  em leitura labial: “tem nada não, você paga depois”. E deu uma piscada. Ofereci pra deixar minha carteira de identidade e ele falou “precisa não, eu confio”. No fim o cartão o passou, mas a sensação de ser tratada com educação sem assedio ficou. É raro. E meu short era curto.

Conclusão: existe amor em Bsb, o mundo ainda é um lugar bacana pra viver , tem mais gente boa do que ruim no planeta, o amor vence o ódio, amigos que laricam juntos permanecem juntos, o Banco Regional de Brasília tem meus piores sentimentos, o @geleiafoodtruck eu indico na vida, Ricardos são gostosos e tudo acabar em pizza não é uma coisa necessariamente ruim (e eu preciso parar de comer carboidrato).

Advertisements

One thought on “Pertecimento, Empatia, Gentileza

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s